Bruno Miguel de Sousa Oliveira, nasceu a 14 de dezembro de 1987. É natural da pequena, mas airosa, freguesia de Norte Pequeno, concelho de Calheta, ilha de São Jorge, Açores. Desde cedo se apaixonou pelas tradições e cultura, não só da sua ilha, mas do arquipélago em geral. O seu gosto à tradição, levou-o a conceber uma marca pessoal e indelével no rumo das artes que idolatra, dedicando-se de forma audaz e responsável. Com tenra idade entrou para a filarmónica da sua freguesia, da qual já foi presidente. É tocador de bandolim e de viola da terra, de 12 cordas, além de ser mandador de bailes regionais e chamarritas. Pertence a um grupo etnográfico. Faz parte de um nova geração de cantadores ao desafio, contribuindo, com outros, para a revolução realizada na arte do cantar popular. Já percorreu a maioria das ilhas açorianas, difundindo e mantendo viva a tradição da cantoria. É um entusiasta das plateias que o albergam, denotando uma qualidade intrínseca e peculiar, no que diz respeito à moda das velhas. Escreve versos de valor, que publicitam datas marcantes e acontecimentos ímpares. Na sua atividade de jogral, já se deslocou, por várias vezes, às comunidades de emigrantes portugueses dos Estados Unidos da América e Canadá.

Calheta, São Jorge, Açores

Ir para São Jorge