Emiliana Silva nasceu em Avanca em 1984. Ainda no ventre já ouvia a mãe a tocar no rancho folclórico e as suas brincadeiras de criança incluíam ouvir música tradicional com o irmão. Tem formação clássica em violino, passando pelo Conservatório de Música de Aveiro, Escola Profissional de Música de Espinho e Universidade de Aveiro.
Aos 14 anos entrou no grupo de música popular A Par D’Ilhós, onde toca até hoje, e a partir daí começou o seu interesse por instrumentos tradicionais. Participou em diversas rusgas e nas tocatas dos teatros populares do concelho de Estarreja e Murtosa, compreendendo desde logo a riqueza da aprendizagem com tocadores amadores. Aos 17, numa viagem à Escócia, cresce também a curiosidade por outros reportórios tradicionais europeus, nomeadamente a música irlandesa e as sonoridades dos bailes folk.
Em 2011 concluiu na Universidade de Aveiro a dissertação “Rabeca Chuleira, etnografias, contextos e tocadores”.
Lecciona violino e rabeca chuleira na escola de música tradicional da D’Orfeu e no Curso Livre de Música Tradicional do Conservatório de Música de Aveiro.
É membro fundador do Trio Espiral (dedicado à música celta) e do grupo Bailomondo (um grupo de baile folk, com grande enfoque nas danças portuguesas).

Castelo de Vide, Portalegre, Alto Alentejo

Ir para Portalegre