Este grupo surgiu nos meados dos anos 80, com o objectivo de preservar e divulgar o cante alentejano e a viola campaniça, instrumento de cinco cordas duplas que deriva da viola barroca, que remonta ao princípio do séc. XX. A origem do nome vem, inquestionavelmente, da sua radicação na zona do “Campo Branco”, geograficamente situada nos aros concelhios de Aljustrel, Ourique, Castro Verde e Almodôvar, que o povo designa genericamente e sem grande exactidão territorial por região campaniça.

Beja, Beja, Baixo Alentejo

Ir para Beja