O monstro nasceu, KATHARSIS: Uma busca interior pela purificação das emoções e paixões - efeito que se pretendia da tragédia grega - através do terror e da adrenalina que provoca nos espectadores. Uma limpeza interior, espiritual… Uma revolução que congrega sons e vibrações dos 4 cantos do mundo, misturando influências: Do Country ao Celta, do Árabe ao Flamenco, do Reggae ao Ska, fundem-se em Katharsis com o vibrar da terra mãe, com a cor e cheiro da lava ardente, e a gélida impaciência da neve crepitante; originando assim esse som gutural com fome de tudo e sabor a mundo, de fazer estremecer o chão que vibra aos nossos pés. (...) O ritmo é frenético, provocador e indignado. É uma revolta contra o compasso vulgar, comodista e inconsequente. É esta revolta que despoleta a transformação do Ser.

Oeiras, Lisboa, Estremadura

Ir para Lisboa