Sara Miguel nasceu no Porto em 1987. Estudou piano desde pequenina e ingressou mais tarde na licenciatura em canto jazz na ESMAE, depois de uma breve passagem pelo curso de Psicologia na Universidade do Porto.

Entre 2009 e 2010 foi co-criadora do quarteto vocal Mashkara, direccionado para a interpretação a cappella de standards de jazz, bossa e música portuguesa, Em 2010 gravou os coros do tema “Sintonia” para o álbum “A Essência” dos Mind da Gap e o tema tradicional “Fiadouro” para o álbum “Cruzes Canhoto” dos Toque de Caixa. Entre 2011 e 2012 apresentou-se várias vezes em quarteto em diversos palcos da zona norte do país. Participou por essa altura na VII edição do Curso de Animadores Musicais da Casa da Música, onde recebeu formação sobre competências de trabalho musical em grupo e intervenção musical na comunidade. Em 2012 lançou o seu disco de estreia pela editora Numérica gravado em quarteto e com marcadas influências jazzísticas.

Entre 2013 e 2014, trabalhou em duo acústico com o guitarrista e cantor João Belchior e com o projecto comum Peanut Butter Jelly, dedicado exclusivamente à interpretação de covers. Com esse projecto, gravou um tema original para servir de genérico a uma mini-série de época gravada pelo projecto Alphatones no Marco de Canaveses, série essa que estreou em Abril de 2016 na RTP2.

Como docente, e desde 2009, passou por várias escolas, ensinando técnica e interpretação em estilos como o jazz, o pop e o rock. Entre 2013 e 2014 foi responsável pela criação e direcção do ensemble vocal “Nós & Vozes” na Cooperativa de Acção Cultural Nascente. Organizou também vários workshops em diversas escolas nas áreas de técnica vocal, circle singing e improvisação.

Reside há quase dois anos na Ilha Terceira, mudança que procurou para diversificar a sua experiência como docente e intérprete. Desde a chegada à ilha, gravou um tema com Mário Laginha para o disco “Fronteira” do cantautor António Bulcão, começou a actividade como docente da disciplina de canto na Filarmónica União Praiense, tornou-se cantora residente da Orquestra Angrajazz (estreando-se no festival Angrajazz em Outubro de 2015) e começou a apresentar-se publicamente com o Sara Miguel 4teto, que apresenta um repertório musical centrado no jazz. No início de 2016 gravou o seu segundo disco, com músicos açorianos, continentais e um norte-americano, apresentando-se o grupo com o nome BRUMA Project – o projecto centra-se na exploração do repertório tradicional e popular açoriano, trabalhando-o com uma nova roupagem estilística, mais jazzy, mais world, mais inclusiva estilisticamente.

Em Março de 2016 lançou o seu primeiro livro de textos poéticos intitulado “Palavras Baixinho”.

Santa Cruz da Graciosa, Graciosa, Açores

Ir para Graciosa