"A Rosa, a Rosa acordou-nos de manhã, ainda meio inebriados por tudo o que vivemos em Ribeira de Pena estes dias, ela veio de repente lembrar-nos o que é a MPAGDP, esta cartografia de afectos que visa a valorização do indíviduo tal como é, sem máscaras, sem maquilhagem. A apresentação das pessoas reais que representam o princípio primordial disto tudo, gravar as pessoas que cantam para si mesmo e valorizar esse acto como a maior representação de humanidade e a partir daí divulgar essas pessoas, mostrar que tudo pode ser de outra maneira, basta escutar, olhar, entender, ser.

A rosa cantou para ela mesma enquanto tecia, sabendo que ali estávamos mas deixando-nos ser com ela. Fomos unos e isto não é apenas palavras bonitas que ficam bem juntos numa descrição. Foi mesmo assim. A Rosa foi um acordar mágico. E o vídeo não mente."

- Tiago Pereira

Ribeira de Pena, Vila Real, Trás-os-Montes e Alto Douro

Ir para Vila Real