Este Grupo Coral Alentejano nas suas actuações tem levado o nome de Cuba e do Alentejo a todo o País.

Em 1987 participou num concurso de Cante Alentejano em Beja onde alcançou o 3º Prémio. Em 1988 num outro evento também em Beja onde conseguiu o 2º Prémio. Em 1991 em Castro Verde alcançou o 1º Prémio num encontro de vários Grupos Corais. Em Maio de 1998 foi convidado para a inauguração da Expo 98.

No ano 2000, a 29 de Fevereiro, o Grupo foi visitado pelo Grupo Musical “Septeto Habanero” de Cuba - América Central, e pelo cantor Vitorino e seu irmão Janita Salomé, tendo-se realizado um grande dia de convívio entre o Grupo e os visitantes.

O Grupo Coral tem várias gravações em cassetes e CD's. Realiza dois Encontros de Corais por ano, sendo o 1º em Setembro, comemorando o aniversário do Grupo e o 2º em Dezembro na Quadra Festiva do Natal, entoando os “Cante ao Menino”, cantados na Igreja Matriz de Cuba.

Em 2001 e 2002 teve várias saídas por todo o país sendo as principais em Leiria num encontro de Ranchos Folclóricos, no Casino de Espinho e em Évora pelo Natal num encontro de Corais (Cante ao Menino) na Igreja das Mercês.

As modas cantadas pelo Grupo são do Cancioneiro Alentejano, a natural exteriorização do sentimento popular e retrato fiel de cenas do quotidiano da região. A alegria, a tristeza, o amor e a saudade são alguns destes sentimentos. As vozes deste Grupo Coral com os seus 25 elementos a cantar, identificam todo o nosso Alentejo.

Cuba, Beja, Baixo Alentejo

Ir para Beja