Fandango Ribatejano 

Outubro 22, 2014

Palácio da Rainha (Obras Novas), Azambuja, Lisboa

Azambuja, Lisboa, Estremadura

Ir para Lisboa

Sebastião Arenque faz esta introdução antes de dizer o poema que define o que é o Fandango, "palavra mágica que electriza e faz vibrar as gentes do Ribatejo. Como dança tipica e castiça que é, pode a sua origem e definição ser assunto largamente discutível, mas para quem cresce com os choupos e salgueiros da Borda d’água, ara quem vive humildemente na solidão das choupanas, para quem rega com suor a terra santa e bendita dessa bela planicie, para quem não é mais que um pequeno retalho da lezíria imensa cheia de encanto, riqueza e poesia."

Fandango - Sebastião Arenque

Galhardo na sua monta
Valente campino
Conduz a manada
Através do campos
Pl’a lezíria fora.
Galope rasgado
No prado se estende
E o cavalo entende
Pl’o bicar da espora.
Mas se o toiro tresmalha
E o teimoso embirra
A lezíria treme
E o Tejo se mirra
Que é dura a batalha
Renhida, severa
No ardor da luta
A relva se orvalha
O bafo, da baba da fera
Que berra furiosa
Que salta no trilho
Intrépido campino
Não lhe teme a afronta
E a verga na ponta
Firme do pampilho.
Depois cai a noite
O gado remoi
Na paz leziroa
No cândido silêncio
O harmónio soa
O ledo campino
De pernas ligeiras
Salta no terreiro
Barrete no ar
A cinta a arrojar
Vermelha no chão
Golfada de sangue
Na escuridão
Bailar é pr’ás gentes
Que cavam o pão
O único gozo
Que têm na vida
Campino fogoso
De cabeça erguida
Valente na liça
Eximio na dança
Ao rodopiá-la
Com garbo e pujança
Nos braços entala
A doce parceira
Para beijocá-la na
Na manta lobeira.
Eo harmónio ronca
As modas rasteiras
Entra a cantoria
Que o campino adora
Saiem-lhe a escaldar
Da boca pr’a fora
Ardendo em desejo
Picantes cantigas
Que as raparigas
Respondem brejeiras.
E vem o fandango
Quem lho leva à palma
O fandango é seu
Está-lhe na alma
Corre-lhe nas veias
Como o frio no brejo.
Se um dia o fandango
Por falsas virtudes
Trocar seus pés rudes
Por outros mais finos
Então já não há campinos
Morre o Ribatejo!