Fui um dia a passear em Lisboa 

Dezembro 26, 2014

Caçarelhos, Vimioso, Bragança

Vimioso, Bragança, Trás-os-Montes e Alto Douro

Ir para Bragança

Fui um dia passear a Lisboa

Fui a passear a Lisboa
Vi uma catraia morena bem boa
Olha primo, olha o que te digo
Esta era bem boa para casar contigo
Olha primo, olha o que te digo
Essa era bem boa para casar contigo

Olhei para a cara tinha o nariz torto
Orelhas de gato, focinho de porco
Olha primo, olha o que te digo
Essa era bem boa para casar contigo

Olhei para o pescoço todo encosturado
Tinha sido um raio que a tinha apanhado
Olha primo, olha o que te digo
Essa era bem boa para casar contigo

Olhei para os braços pareciam uns tambores
Pareciam umas mocas para tocar tambores
Olhei para os braços cheios de tumores
Pareciam umas mocas de tocar tambores
Olha primo, olha o que te digo
Essa era bem boa para casar contigo

Olhei para o umbigo tinha-o retorcido
Tinham sido os ratos que lho tinham roído
Olha primo, olha o que te digo
Essa era bem boa para casar contigo

Olhei para os pés tinha-os em redondo
Pareciam umas (…) de tocar o bombo
Olha primo, olha o que te digo
Essa era bem boa para casar contigo

Olhei para o cu parecia um papão
Já não tinha cordas para o meu violão
Olha primo, olha o que te digo
Essa era bem boa para casar contigo