História do Senhor Prior 

Fevereiro 9, 2014

Castro Marim, Faro

Castro Marim, Faro, Algarve

Ir para Faro

E no fim da projecção do "Quem manda aqui sou eu!", o episódio piloto da série O Povo Que Ainda Canta, em Castro Marim ainda gravámos uma grande senhora!

Era uma vez um prior, um rapaz novo, que gostava muito, dizia-se nesse tempo, de pitifanga. O senhor sabe o que é pitifanga? Comer, beber e brincar com os colegas, com os amigos. Então iam rapazes da aldeia, lá para a sacristia, fazer os petiscos com ele.

Uma vez o que é que resolvem eles? "Vamos a fazer uma surpresa ao senhor padre" e nesse tempo havia, não sei se o senhor conhece, umas arcas, chamavam-lhe umas arcas, agora a arca é frigorífica mas nesse tempo era de madeira onde os padres guardavam os fatos, as vestes, a roupa. Havia uma lá na sacristia. E eles o que fazem? Arranjaram um chibo e guisaram-no com batatas, mataram-no e guisaram-no com batatas e depois arranjaram um vivo, dentro de uma caixa. Aquele que guisaram com batatas deixaram uma batata crua. Depois iam a comer e antes de comer dizem eles assim para o padre "ó padre antes de comer tem que dizer uma coisa qualquer, uma cerimónia, uma coisa aqui da igreja, para ouvirmos, antes de comer. Para isso tem de vestir a opa", eles já todos preparados, já estava um lá em cima na torre ao pé do sino. O padre mete a cabeça dentro da arca, destapa a arca para tirar a roupa para vestir, eles deixam cair a tampa para cima do corpo do padre, e com licença de vossemecês todos, apanharam a pata do chibo, meteram as calças do padre a baixo, meteram-lhe a pata do chibo,como dizia a outra senhora, no cu do padre e soltaram o vivo. Assim que o chibo que estava vivo, cheio de fome já de uns dias, que olhou para ali para aquilo e viu a pata do chibo lá perto, mas pertinho estava a pilinha do senhor prior, vai joga-se à pilinha, não sei se o senhor sabe que os chibos e os borregos dão cabeçadas nos amojos para que o leite corra melhor, ele começa a dar cabeçadas na pilinha do senhor padre. Ele, que estava lá em cima, começa a tocar o sino, "Corram, corram todos arribatos! Que o senhor padre, maroto, já teve um chibo e já está tendo outro!"