Menina Florentina 

Maio 9, 2015

Vila Nova de São Bento, Serpa, Beja

Rancho de Cantadores da Aldeia Nova de São Bento

Ver projecto

Serpa, Beja, Baixo Alentejo

Ir para Beja

Menina Florentina

O homem nunca devia

Sua existência acabar

Nem nunca se fazer velho
Para sempre namorar

Ó Menina Florentina,
És a flor que em meu peito domina
Seu amante delirante
De viagem chegou neste instante!

Já cá estais, tiroliroliro, tirolirolé
Já cá estais, tiroliroliro, tiroliroló!
Já cá estais, tiroliroliro, meu amor,
Tiroliroliro abre as portas,
Ó branca flor!

Algum dia para te ouvir
Mandava calar o vento
Agora nem ver te quero
Nem me vens ao pensamento

Ó Menina Florentina,
Tu és a flor que em meu peito domina
Seu amante delirante
De viagem chegou neste instante!

Já cá estais, tiroliroliro, tirolirolé
Já cá estais, tiroliroliro, tiroliroló!
Já cá estais, tiroliroliro, meu amor,
Tiroliroliro abre as portas,
Ó branca flor!