Rosinha do meio 

Julho 29, 2015

Milagres, Cambeses, Monção, Viana do Castelo

Monção, Viana do Castelo, Alto Minho

Ir para Viana do Castelo

Rosinha do meio e Ó minha Rosinha

Ai Rosinha, ai Rosinha
Ai Rosinha do Pêgo
Vem comigo malhar o centeio
O centeio, o centeio, a cevada
Ai Rosinha minha namorada

Minha namorada
Quem a ama sou eu
Não me vou embora
Sem um beijo teu

Sem um beijo teu
Sem um beijo teu
Ó lalila lalala

Debaixo da oliveira
Não se pode namorar
Debaixo da oliveira
Não se pode namorar

Tem a folha miudinha
Deixa entrar o luar
Deixa entrar o luar
Ó lalila lalala

Ó moças do bairro alto
O que fazeis ao que ganhais
Ó moças do bairro alto
O que fazeis ao que ganhais

Trazeis os vossos pais descalços
Nenhum sapatos lhes dais
Trazeis os vossos pais descalços
Nenhum sapatos lhes dais

Ó minha Rosinha
Eu hei-de de te amar
De dia ao sol
De noite ao luar
De noite ao luar
De noite ao luar
Ó minha Rosinha
Eu hei-de de te amar

E o carvalho da Portela
Tem a folha revirada
E o carvalho da Portela
Tem a folha revirada
Que lhe revira o vento
Numa manhã de geada
Que lhe revira o vento
Numa manhã de geada

Ó minha Rosinha
Eu hei-de de te amar
De dia ao sol
De noite ao luar
De noite ao luar
De noite ao luar
Ó minha Rosinha
Eu hei-de de te amar