Tio Manel da Horta 

Maio 19, 2018

Vermilhas, Vouzela, Viseu

Vouzela, Viseu, Beira Alta

Ir para Viseu

"Vermilhas, Vouzela, o grupo levei-os ao Teatro D. Maria em Janeiro, eles cantam a vozes como ninguém e eu nunca consigo ficar indiferente, vim visitá-los agora, eles iam para uma actuação e deram-me uma hora para os gravar, sempre generosos são das pessoas mais puras que conheço. Cantaram 6 ou 7 músicas e eu chorei em todas, o grupo tem 3 garotas novas mas eu sei que vai acabar, se algum dia parar de fazer este trabalho é por não conseguir lidar com o fim das coisas.
O senhor Artur no fim falou comigo ele ouviu-me na rádio a falar dele, a contar que ele me tinha dito que no incêndio de Outubro, onde ele perdeu tudo, tinha ido para o inferno vivo. Olhou-me e disse, era O senhor Tiago a dizer aquilo na rádio e as lágrimas corriam-me pela cara abaixo. Chorámos todos, este trabalho tem uma dimensão que vai demorar a ser inteiramente entendida, mas eu vou ficando rico. Rico de humanidade, daquela que se vai perdendo."

Tiago Pereira

Tio Manuel da Horta

O Manuel da Horta já não tem, não tem
Moças desta terra que lhe queiram bem
O Manuel da Horta já não tem, não tem
Moças desta terra que lhe queiram bem

O Manuel da Horta já não tem pipi
Se ele lá não tem, tenho eu o aqui
O Manuel da Horta já não tem pipi
Se ele lá não tem, tenho eu o aqui

O Manuel da Horta já não tem piroca
A mulher cortou-lha com o fio da roca
O Manuel da Horta já não tem piroca
A mulher cortou-lha com o fio da roca